ZêzereArts 2020 Visita Évora

23 Jul 2020

No ano em que comemora a 10ª edição, e depois do anúncio do cancelamento dos cursos corais e da migração dos cursos de cordas deste ano para a cidade de Évora, o Festival ZêzereArts anuncia hoje uma programação que vai levar o melhor da música erudita àquela cidade alentejana.

Ainda que num ano especial, o festival consegue um momento final público de uma experiência pedagógica que reúne dezenas de estudantes de música, jovens profissionais e estudantes de alto nível para um curso de Verão com professores de reconhecido mérito, nacional e internacional. O resultado do trabalho realizado surge em formato de pequenos concertos e espectáculos, apresentados à comunidade em espaços cheios de História, desta feita o Jardim da Palmeira e a Igreja dos Remédios de Évora.

No dia 26 de Julho, pelas 21h30, oportunidade para ver a estreia absoluta do filme “Geraldo e Samira – Uma Ópera Para Évora”. Este é o resultado da gravação do épico operático de tributo a esta cidade alentejana que fechou a edição de 2019 do Artes à Rua. Inspirados por toda a mitologia que rodeia os dois personagens Geraldo Sem Pavor e a moura Samira, e este período ímpar da História de Portugal, a Musicamera, o conceituado compositor português Amílcar Vasques-Dias e a libretista Helena da Nóbrega juntaram-se para conceber um espectáculo que conta com dezenas de cantores, actores, músicos e figurantes da cidade de Évora, sob a direcção musical do maestro Brian MacKay. Antes da exibição do filme que tem a autoria de Diogo Pessoa Andrade e Creative Visual, acontece ainda a cerimónia de oferta do Programa e DVD da ópera a todos os participantes.

A presença de Beethoven, no que é o ano do 250º aniversário do seu nascimento, será sentida no dia 28 de Julho, no mesmo local, oportunidade de assistir ao Concerto Coral Sinfónico. Este momento conta com as participações de Daniela Matos, Laura Martins, Nélia Gonçalves, Aiofe Hiney, Almeno Gonçalves, Paulo Vetori, Luís Rendas Pereira, Pedro Correia e da Orquestra ZêzereArts composta pelos formandos e professores dos cursos dirigida por Brian MacKay. Do programa constam obras alusivas às anteriores edições do Festival como Glória de Vivaldi, Elegisher Gesang de Beethoven, Concerto de Koussevitsky, Ave Verum de Eurico Carrapatoso e de Mozart, Silêncio de David Miguel, Carmina Passiones de César Viana, três compositores residentes do festival, em vários anos.

No dia 30 de Julho, pelas 18h30, na Igreja dos Remédios teremos um Concerto de Música de Câmara. Os protagonistas são artistas e agrupamentos dos Cursos ZêzereArts irão tocar várias obras de música de Câmara com a pianista Taíssa Poliakova. Todo este concerto será preparado ao longo do Festival.

O concerto de encerramento desta programação, no dia 01 de Agosto, como é habitual, chega pela mão da Orquestra do Festival ZêzereArts – conta com os formandos e com os professores Eliot Lawson, Luís Pacheco Cunha, Jorge Alves, Catherine Strynckx, Adriano Aguiar – dirigida por Brian MacKay, com um alinhamento que inclui obras de Haendel, Beethoven e Schostakovich. Às 21h30 no Jardim da Palmeira.

Todos os espectáculos são de entrada gratuita. Os bilhetes podem ser levantados, por ordem de chegada, nos respectivos locais uma hora antes do seu início.
A lotação máxima é de 140 espectadores o que garante que estarão salvaguardadas todas as recomendações da Direcção Geral de Saúde.

O ZêzereArts nasceu em 2011 por iniciativa de Brian MacKay, director artístico do festival. Este é um dos projectos da Musicamera, uma das mais prestigiadas produtoras na área da música erudita em Portugal, que conta com o apoio da DGArtes.